Coluna Boa Terra (Por Valdemir Santana) - Edição do dia 21/2

Acesso exclusivo para camarim de Gal Costa ganha lista na Internet


Tribuna da Bahia, Salvador
21/02/2018 10:00 | Atualizado há 16 horas e 6 minutos

   
Foto: Reprodução

O agito pela apresentação da baiana Gal Costa (foto), na “Casa Natura Musical”, de São Paulo para o lançamento do “DVD” “Estratosférica ao Vivo” , sexta feira e sábado, continua fazendo enorme rebuliço no show business paulistano. E situações curiosas, típicas das divas internacionais, como a preciosa escolha de um fã para ter acesso ao camarim da estrela. A própria cantora promete divulgar hoje, pelas redes sociais, o nome da pessoa escolhida.

O admirador escolhido não é um felizardo qualquer. “Não é permitido marcar fã-clubes, celebridades, empresas e perfis fakes. Nos responsabilizamos somente pela premiação” avisou com destaque a postagem da estrela nas redes sociais regulando o convite. A participação dos fãs foi intensa pelas mesmas redes sociais. Apenas no aplicativo Instagram foram mais de 3 mil seguidores ontem, quase sete mil na segunda e mais de seis mil no dia anterior.

Entre as participações, cada fã mais criativo. Um agitado admirador de São Paulo, João Freire, vestiu um saiote vermelho, tipo tutu de bailarina clássica, e colocou flor vermelha no penteado. “Deixei meu cabelo crescer só para isso” escreveu ao enviar a foto para Gal Costa. Ela prontamente reproduziu na página especial. 

Ex parceiro de Bardi mostra terreiro de Salvador na Bienal de Veneza

Um dos profissionais que estão por trás da escolha da recuperação do secular “Terreiro de Candomblé Oxumaré” como item da arquitetura brasileira em destaque na “Mostra Internacional de Arquitetura”, da “Bienal de Veneza”, é paulistano e mora em São Paulo. Mas tem uma relação muito especial com a Bahia. O arquiteto Marcelo Carvalho Ferraz, sócio do mineiro Francisco de Paiva Fanucci na “Brasil Arquitetura”, foi fundamental para consolidar Salvador no modernismo brasileiro e internacional.

Antes do sucesso na “Brasil Arquitetura" que é um ícone do design moderno no país, Marcelo Carvalho Ferraz  foi parceiro da arquiteta italiana Lina Bo Bardi, o grande ícone do modernismo brasileiro.  Antes de morrer em 1992, ela colocou a Bahia na cena artsy internacional com criações como o retrofit do Solar do Unhão para instalação do “Museu de Arte Moderna da Bahia” e esbanjou arrojo ao criar o conjunto “Casa do Benin”, valorizando o conceito tribal, no centro Histórico de Salvador.

Marcelo Ferraz e o parceiro Francisco de Paiva Fanucci recuperaram o Terreiro Oxumaré, a partir de 2016. O conjunto tem origem na década de 1830, mas as atuais instalações foram do inicio do século vinte. O resultado entrou na seleção feita pela “Fundação Bienal de São Paulo”, com dezessete trabalhos de nove cidades brasileiras, para a exposição “Muros de Ar” do pavilhão brasileiro na “16ª Mostra Internacional de Arquitetura – Bienal de Veneza”, que começa no dia 26 de maio.

Xavier Marrades debate com cineastas baianos

Premiado na Europa e na América por realizações no cinema de vanguarda, o espanhol Xavier Marrades está na Bahia desde o final de dezembro. E foi noticiado com exclusividade em Boa Terra ao chegar coberto de glória pelas premiações como “Melhor curta-metragem” do ”Festival Internacional de Cine de Cartagena de Índias” da Colômbia. Logo iniciou um período de residência artística do “Instituto Sacatar Brasil” de Itaparica. 

Rapidinho Marrades já parece integrado ao panorama do cinema de Salvador e nesta sexta feira é o convidado de honra do “Instituto Cervantes” para debate com outros três realizadores locais que são Camila Gregório, Marcus Curvelo e Michel Santos. O encontro é na área externa do Instituto Cervantes de Salvador na ladeira da Barra. 

Quanto ao trabalho de Marrades em Itaparica, vale repetir que começou com depoimentos e acompanhamento dos ilhéus, sobre sonhos, vivencias e imaginações. 

Vanguarda jurídica debate o IPTU

A questão do IPTU, o icônico “Imposto Predial e Territorial Urbano” que é sem duvida a grande estrela das prefeituras do país, também interessa à vanguarda do direito na Bahia. Tanto interessa que o “Instituto Rômulo Almeida de Altos Estudos’, marcou para quarta feira, dia 28, palestra da professora de Direito Karla Borges Almeida, com abordagem especial sobre o assunto. Esclarecimentos, debates, e questionamentos sobre a cobrança.

O “IRAE” que funciona da Rua Augusto França, no Largo Dois de Julho, além de preservar a memória de Rômulo Barreto Almeida, o economista que antes de morrer em 1988 deslanchou a moderna fase da economia e dos altos investimentos internacionais na Bahia, também procura dar dinâmica aos conceitos progressistas deixados por ele, como no debate e na palestras programados.

Casa Cor de Salvador pode ir para a pulsante região oeste 

A edição deste ano da “Casa Cor Bahia” que acontece a partir de setembro, foi dimensionada em pouco mais de quarenta ambientes. O que é considerado um tamanho médio para a maior mostra de decorações da Américas. O que falta definir é a opção de endereço para a instalação. Como Boa Terra informou com exclusividade, dois endereços foram selecionados pela empresária Luisinha Brandão, que mantém a franquia em Salvador.

E os dois endereços estão empatados. Um deles é um imóvel na região Oeste de Salvador, a chamada cidade dos negócios que tem como um dos eixos a Avenida Magalhães Neto. A outra opção é uma casa histórica na rua neoclássica, Direita de Santo Antonio. “Mas até agora não decidimos” despistou ontem Lusinha Brandão. A diretora geral da mostra no Brasil, a baiana Lívia Pedreira, prometeu que deve visitar a mostra em Salvador. “Como sempre faço”, comentou.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas