Banco Mundial aprova aumento de capital de US$ 13 bilhões

Na avaliação do presidente do banco, Jim Yong Kim, a ação demonstra "confiança renovada na cooperação global"


Tribuna da Bahia, Salvador
22/04/2018 08:00 | Atualizado há 3 dias, 22 horas e 19 minutos

   
Foto: Divulgação

O Comitê de Desenvolvimento do Banco Mundial aprovou hoje um aumento de capital de US$ 13 bilhões para a instituição. Na avaliação do presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, a ação demonstra "confiança renovada na cooperação global".

Em declaração mais cedo, o secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, indicou que a administração Trump tinha passado a apoiar a ampliação de capital do Banco. "Há reformas que eles estão fazendo que nós acreditamos que são significativas junto com o pedido de aumento de capital", disse.

A fala de Mnuchin revelou uma mudança de postura por parte do governo norte-americano, que vinha se mostrando cético em relação a instituições multilaterais. Os EUA são o único país com poder de veto sobre qualquer mudança na estrutura do Banco Mundial, de forma que o aumento de capital não se concretizaria sem o apoio de Washington. 

Em parte, essa mudança de reflete o desejo, por parte do governo norte-americano, de que o Banco Mundial faça um contrapeso maior ao financiamento chinês, que tem crescido rapidamente.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas