Diário de bordo (Por Flávio Perez) - 13/11

Segunda-feira histórica para a vela mundial e brasileira


Tribuna da Bahia, Salvador
13/11/2017 08:16 | Atualizado há 8 dias, 16 horas e 25 minutos

   
Foto: Reprodução

A vela brasileira vai presenciar um momento histórico nesta segunda-feira (13). E Salvador, na Bahia, será parte desse momento! A regata Transat Jacques Vabre 2017, que é apontada por todos como a maior prova transatlântica de vela do mundo, conhecerá seus campeões. Ainda é difícil cravar quem será o primeiro a cruzar a linha de chegada na Baía de Todos-os-Santos, mas é fato que um dos dois (Sodebo ou Edmond) baterá um recorde que já dura 10 anos. 

Anote aí! Os trimarãs voadores Sodebo e Edmond de Rotschild devem chegar de manhã, tirando em dois dias a melhor marca obtida pelo Groupama.

Dois fatores explicam isso: o barco Groupama era bem menor do que os 100 pés que estão por vir e a tecnologia empregada era diferente. mas nada tira os méritos das duplas.

Olha o que o experiente velejador Jean-Luc Nélias, skipper do Sodebo, disse a respeito desse pega pelos mares do Brasil. ''A chegada a Salvador será com pouco vento. Certamente haverá pressão, mas para ganhar regata é preciso lidar com isso. Eles (Edmond de Rothschild) estavam mais rápidos no começo e tomamos a ponta dias depois. A regata é como uma prova de ciclismo, você não sabe quando o outro vai atacar''.

Tem mais de 15 jornalistas franceses aqui e as Tvs e rádios de lá vão destacar esse feito como histórico. É muito legal ver os melhores do mundo perto de você e o povo baiano terá essa chance novamente.

Os veleiros das outras classes devem cruzar a linha de chegada nas próximas semanas. A Vila da Regata, que está ao lado do Terminal Turístico, ficará aberta ao público de 12 a 24 de novembro.

A Transat Jacques Vabre largou de Le Havre, na França, e passou por pontos de difícil navegação, como o Canal da Mancha, a Baía de Biscaia, a calmaria dos Doldrums e a chegada ao Brasil. A prova é disputada em duplas e para sempre num país produtor de café, por isso é chamada também de Rota do Café. São quatro classes em disputa: duas multicascos - Ultime e Multi50 - e duas monocascos: IMOCA e Class40


Compartilhe       

 


TRIBUNA VIRTUAL



 

Notícias Relacionadas