Coluna Boa Terra (Por Valdemir Santana) - Edição do dia 14/11

Casal de modelos inicia lista de famosos no réveillon da Bahia


Tribuna da Bahia, Salvador
14/11/2017 12:53 | Atualizado há 7 dias, 11 horas e 51 minutos

   
Foto: Reprodução

Se depender de celebridade o réveillon da Bahia continua em destaque. Pelo menos já tem a presença assegurada do casal formado pela supermodelo sul africana de origem holandesa Candice Swanepoel, e o marido dela, o também modelo, e empresário Hermann Nicolli Rosa.  Os dois estão juntos há onze anos, tem um filhinho de um ano, Anacã, e acabam de comprar um apartamento de luxo no “Habitarte”, condomínio sensação do exclusivo Brooklin. 

Para se ter idéia do prestigio de Candice Swanepoel basta lembrar que ela é uma das angels da marca de lingerie de luxo “Victoria’s Secrets” e desfilou com o famoso sutiã especial, “Royal Fantasy BRA”, há três anos. Mas o detalhe é que o modelo que usou foi um dos mais caros da história, avaliado em uns R$ 10 milhões. Dia 28 Candice aparece novamente no “Victoria’s Secret Fashion Show”, o desfile anual da marca, considerado o maior do gênero no mundo da moda. A exibição é dia 28, mas a data da gravação em Xangai, continua em segredo. 

Quanto ao réveillon na Bahia foi a própria Candice Swanepoel quem contou para praticamente todas as revistas semanais do Brasil esta semana. Destaque também para o bem informado site “Baby Garroux blogspot”. Boa Terra fez uma pesquisa na mídia internacional e descobriu uma curiosidade interessante.  A supermodelo gosta de tratar os cabelos com óleo de coco. É o que não falta na Bahia. 

Chef espanhol reanima cozinha top

A glória da cozinha espanhola é ter feito a grande revolução gastronômica deste século, com aquela história que todo mundo conhece sobre o chef Ferran Adriá Acosta e o icônico “El Bulli". Agora quem causa reviravolta na cena gourmet de Salvador é outro chef espanhol, José Andrés Morchon, dono do “La Traperia”. Na verdade faz um intercambio de cozinhas tops. 

Como acontece neste domingo, quando Morchon divide o comando do festejado “Poró”, o restaurante da Rua do Carmo, freqüentado pela vanguarda do show business. Vale lembrar que José Morchon veio da histórica Valladolid, capital de Leâo e Castelo, a orgulhosa região autônoma, com brasão próprio e tudo o mais.

De volta a lenda sobre samba de Carmem Miranda 

A nova edição do livro “Verdades Tropical” de Caetano Veloso volta às livrarias esta semana trazendo uma polêmica antiga. Aquela história que a atriz e cantora luso brasileira Carmem Miranda, que se tornou uma super estrela em Hollywood fantasiada de baiana, não sabia dançar samba. “Após 20 anos do seu primeiro lançamento, em edição comemorativa, Verdade Tropical chega às principais livrarias do país, com um capítulo novo “Carmem Miranda não sabia sambar” escreveu o artista ontem, nas redes sociais.

A história é velha. Foi bem contada há três anos por Victor Darani, no fabuloso site “Obvious”. Escreveu que Carmem Miranda gostava mesmo era de Tango. A musica sensação mundial da Argentina, arquirrival do orgulho brasileiro. “A Pequena Notável é a artista brasileira mais famosa no exterior até hoje. Carmen Miranda se inventou e criou um mito tão forte que se confunde com a própria identidade cultural do Brasil” lembrou Victor Darani.  

As esmeraldas que abalaram as bodas de Itacaré 

No quesito jóias e estilo, ninguém tira de Heleninha Bordon Meirelles o troféu de campeã entre todas as mulheres que vieram ao litoral da Bahia no final de semana para a celebração das bodas de Catharina Tamborindeguy Johannpeter com Luis Pereira da Silva. Considerado o casamento mais noticiado do país nos últimos anos, os três dias de festa exibiram curiosidades, como a apoteose de esmeraldas de Heleninha Bordon.

A estilista e blogger de moda, considerada uma das digital influencer mais poderosas do mundo, brilhou ao lado do marido Humberto Meirelles, mas se destacou pela apoteose de esmeraldas. Brincos, pulseiras, pingentes, tudo assinado pela designer de jóias Flavia Vetorasso Siarra. Tantas esmeraldas que renderam um vídeo na internet combinando os adereços com os olhos da filha de Donata Meirelles Guanaes.

Elogio no “Times” e glória no circuito gay

Artista de voz excepcional que foi revelada atuando no circuito erudito do canto coral das igrejas baianas, Virginia Rodrigues ganhou fama internacional, com direito a critica no jornal londrino “The Times” ao lançar o primeiro disco “Sol Negro”. Continua em alta no cenário erudito e jazzístico internacionais. E mais ainda quando regressa a Salvador, onde nasceu.

Como aconteceu no final de semana, festejada com a alegria pelo singular grupo de cantoras “Ganhadeiras de Itapuã". Festa também mas sem contar com a presença da ex-manicure famosa, aconteceu na “Âncora do Marujo” a mais tradicional boate gay de Salvador, no bairro “Dois de Julho” região central de Salvador, Travestis subiram ao palco para dublar a cantora, na sexta feira, pela serie “Grupos Dois,Shows famosos”, que incluiu também sósias de Luan Santana e Amy Winerouse.


Compartilhe       

 


TRIBUNA VIRTUAL



 

Notícias Relacionadas