Má postura ao usar celular pode causar problemas ortopédicos

Conforme especialista, o tempo de manifestação das dores por conta da má postura varia para cada indivíduo


Tribuna da Bahia, Salvador
08/01/2018 07:20 | Atualizado há 11 dias, 21 horas e 30 minutos

   

Por Jordânia Freitas

Durante a temporada de férias, crianças e adolescentes costumam ficar com o mais tempo ocioso. Para evitar o tédio, muitas passam horas em frente ao celular. No smartfone é possível teclar com colegas, assistir filmes, séries, clipes musicais, desenhos animados. Mas desfrutar de toda essa diversão também requer cuidados para evitar problemas ortopédicos, como dores na coluna, pescoço e até uma tendinite.

Manoela Altair de Freitas, 31 anos, é mãe das gêmeas Agatha e Alice, de 4 anos. Ela conta que, durante o ano letivo, o contato com o aparelho eletrônico só acontece aos finais de semana. Porém, durante as férias, as meninas usam o celular todos os dias, mas por um tempo limitado, estabelecido pela família para que a exposição não seja tão prolongada.

“A postura, mesmo, realmente eu não me ligo. Elas não ficam sempre na mesma posição por uma hora e meia, digamos assim. Mas eu não percebo como está a postura delas em cada posição, mas é importante observar isso”, disse Altair.

Segundo o ortopedista Rodrigo Gomes, os principais problemas ortopédicos desencadeadas pelo uso dos celulares, tablets e similares estão diretamente relacionados à má postura do usuário no manuseio dos eletrônicos.

O médico explica que deixar a cabeça inclinada, com os olhos voltados para baixo para visualizar o aparelho, fazendo flexão da coluna por um tempo prolongado pode causar dores musculares no pescoço (coluna cervical) e até desvio de postura ou  alterações estruturais da coluna.

Conforme o especialista, o tempo de manifestação das dores por conta da má postura varia para cada indivíduo. Alguns conseguem se livrar do incômodo apenas alguns instantes após voltarem  à postura correta.

Já outras pessoas que mantém o hábito errado por mais tempo, é necessário recorrer ao ortopedista, o qual poderá receitar fisioterapia, medicação ou uso temporário de colete cervical de espuma para melhorar o quadro.

Rodrigo Gomes acrescenta ainda  que o ato de digitar no smartfone por muito tempo também pode ocasionar uma tendinite, inflamação nos tendões, que causa dores. Mas esses casos são raros.

Para evitar tudo isso, o  recomendado é manter o smartfone na altura dos olhos, cabeça e coluna eretos, além de evitar utilizar os aparelhos por longos períodos. 

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas