“Não quero fazer distinção de gênero ou cor”

Neto comentou declaração de Leo Prates, que defendeu uma mulher negra em sua chapa nas próximas eleições


Tribuna da Bahia, Salvador
13/01/2018 07:30 | Atualizado há 6 dias, 21 horas e 23 minutos

   
Foto: Reginaldo Ipê

Por Rodrigo Daniel Silva

O presidente da Câmara Municipal de Salvador, Leo Prates (DEM), defendeu que uma mulher negra integre a provável chapa do prefeito ACM Neto (DEM), ao governo da Bahia nas eleições deste ano. Para o chefe do Legislativo soteropolitano, a discussão sobre a formação das chapas tanto do lado do grupo do governador Rui Costa (PT) quanto de ACM Neto está “muito rasa”.  “[Discute-se] quem tem mais cabo eleitoral, quem pode mais ou quem pode menos. Em 2012, nós pegamos uma mulher negra, que tinha perdido uma eleição para vereadora, e botamos para vice e vencemos a eleição. Acho que ACM Neto precisa discutir depois de sua decisão [se será candidato ou não] um conceito [de projeto] e trazer novas ideias. É isso que o eleitorado quer. Então, trazer uma mulher negra para ser candidata na chapa é importante”, afirmou, durante a Lavagem do Bonfim.

Na avaliação de Prates, é preciso “reafirmar” as políticas afirmativas. “A cota para negros na cidade de Salvador é de 30%, na prefeitura e na Câmara. Estou defendendo uma ideia de reafirmar as políticas afirmativas e trazer alguém que represente isso”, ponderou. Provocado pela imprensa ontem a falar sobre o assunto, ACM Neto, que ainda não definiu se irá postular o Palácio de Ondina, se esquivou. Lembrou que, na eleição municipal de 2012, uma negra foi eleita na sua chapa para prefeitura de Salvador: a professora Célia Sacramento. “Não posso falar ainda sobre composição de chapa, porque não disse ainda se sou candidato ou não. Da mesma forma que não posso fazer distinção partidária, não quero fazer distinção de gênero ou cor nem nada disso, porque não tenho como antecipar algo”, disse, após o anúncio das novidades do Carnaval deste ano.

Nos corredores da política, o comentário é de que o PRB deve indicar a secretário municipal de Promoção Social e deputada federal licenciada, Tia Eron. A parlamentar preenche os requisitos e já mostrou que tem interesse de compor a eventual chapa de ACM Neto para o Palácio de Ondina.  O partido, que é ligado à Igreja Universal do Reino de Deus (IURD), também já sinalizou que a “tendência” é apoiar o democrata para o governo.


Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas