Especialista dá dicas sobre como cuidar da alimentação para curtir o Carnaval

A hidratação deve ser levada muito a sério, para repor a perda de líquidos e garantir a boa saúde do folião


Tribuna da Bahia, Salvador
23/01/2018 10:30 | Atualizado há 1 dia, 11 horas e 35 minutos

   
Foto: Reprodução

Seja em bloquinhos de rua, nas passarelas das avenidas ou em trios elétricos, o Carnaval está batendo na porta para mais um ano de folia! E para estar com o pique elevado durante o período de festas, manter a energia e o corpo saudável é essencial! Pode parecer exagero, mas cuidar da alimentação faz toda a diferença para que o corpo esteja disposto e em condições de aguentar os quase 11 dias de folia de Salvador! Segundo Gabriel Medrado, nutricionista da Rede Alpha Fitness, é preciso saber se alimentar bem, para não passar nenhum tipo de aperto enquanto a festa estiver rolando. “Quando possuímos um padrão alimentar saudável mantemos o organismo funcionando corretamente e evitamos o desgaste corporal”, afirma Gabriel. Ainda segundo o nutricionista, é importante focar no consumo adequado de carboidratos, estes serão fundamentais para o fornecimento energético durante a folia. Raízes (Inhame, batata doce, aipim), frutas, macarrão integral, arroz integral e até algumas barras de cereais são ótimas opções antes de ir para a rua. O especialista aconselha ainda manter distância de gorduras e frituras, que podem causar mal-estar e atrapalhar a digestão na hora da curtição. A hidratação deve ser levada muito a sério, para repor a perda de líquidos e garantir a boa saúde do folião. “O indivíduo deve se manter hidratado durante todo o Carnaval, o que ajuda na absorção dos nutrientes, regula a temperatura corporal e o funcionamento adequado do organismo”, explica Gabriel.A regra também vale para evitar desconfortos com o consumo de bebidas alcoólicas: sempre intercalar a bebida alcóolica com a ingestão de água, para diminuir a chance de algum mal estar. Além, é claro, de não beber com o estômago vazio e evitar o exagero! Também é de suma importância que a pessoa não pule nenhuma refeição, incluindo os lanchinhos intermediários, que devem ser feitos com frutas, barrinhas de proteínas, cereais integrais, sucos, etc. A dica para curtir e se sentir bem, é se alimentar de coisas leves e ricas em vitaminas, proteínas e carboidratos de qualidade. “Não é bom comer nada muito pesado, como sarapatel ou feijoada, especialmente aquelas que são vendidas nas ruas do circuito e que podem representar um risco pela conservação. A alimentação deve ser leve, com frutas, verduras, frango com um acompanhamento também leve. Assim o folião curte o tranquilo e mantém a saúde sem maiores preocupações”, finaliza Gabriel.


Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas