Coluna Raio Laser - Edição: 9/2

O prefeito ACM Neto (DEM) só deve anunciar se será candidato ao governo a partir do próximo dia 15 de março


Tribuna da Bahia, Salvador
09/02/2018 08:12 | Atualizado há 12 dias, 17 horas e 49 minutos

   

Paraíso

O prefeito ACM Neto (DEM) só deve anunciar se será candidato ao governo a partir do próximo dia 15 de março. Neto tem usado o tempo de que dispõe - inclusive as horas que pretende dedicar ao Carnaval - para tomar o pulso da população de Salvador  e, ao mesmo tempo, conversar e consultar os aliados políticos sobre os próximos passos. No grupo do prefeito, políticos dizem sentir claramente que a eventual candidatura do democrata incomoda imensamente os aliados do governador Rui Costa (PT), apesar do discurso praticamente unido de que o governo não se preocupa com os movimentos do democrata. É a este possível desconforto que atribuem a "campanha" que vêem em setores do governo para que o prefeito não entre na disputa.

Estrago

Pelo visto, até hoje não foi superada, no seio da oposição, a disputa que resultou na eleição da nova líder do grupo na Casa, a vereadora Marta Rodrigues, do PT. Há quem diga que se terá uma visão clara do estrago que foi feito na relação entre o partido, o PCdoB e o Podemos, só depois que os trabalhos no Legislativo forem retomados, após o Carnaval.

Irritação

Aliás, o vereador Carlos Muniz, do Podemos, é dos mais indignados com o resultado do acordo pelo qual Marta foi eleita líder da oposição e ele acabou perdendo o posto de primeiro vice-líder. Depois dele, pela ordem, a mais irritada é a vereadora Aladilce Costa, do PCdoB, partido que ficou chupando dedo no processo liderado pelos petistas na Câmara.

Vaia e perseguição

Petistas adoraram saber que o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), estarão em Salvador para o Carnaval, ciceroneados pelo prefeito ACM Neto (DEM). Preparam uma sonora vaia - ou vaias - para o primeiro e "uma perseguição implacável" contra o segundo por causa de sua meta de aprovar a reforma da Previdência.

Ataque

De acordo com o que um petista ligado a um importante sindicato do Estado relatou à coluna, o estrago que Maia, como presidente da Câmara, já produziu com a aprovação da reforma trabalhista não pode ficar sem "desforra" e o momento de dar o troco é agora, quando "ele pensa que pode curtir o Carnaval de Salvador ao lado do aliado de todas as horas ACM Neto".

Resposta

Na Assembleia Legislativa, deputados afirmam estranhar o repentino interesse da promotora Rita Tourinho pela Casa, ao passo que o Executivo tem sido deixado completamente de lado. Uma ação na direção do MP, mostrando os privilégios de que procuradores e promotores supostamente "desfrutam", já é defendida abertamente por parlamentares tanto do governo e quanto da oposição.



Leia a Coluna completa na edição impressa do jornal ou na Tribuna Virtual (clicando na capa do jornal que está na home do site).

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas