Valdemir Santana - Edição do dia 12/3

O animado almoço do príncipe Dom Alberto com o society na Bahia


Tribuna da Bahia, Salvador
12/03/2018 19:22 | Atualizado há 12 dias, 1 hora e 54 minutos

   
Foto: Reprodução

Quem passou a temporada especial de festas no sul da Bahia durante a semana, e esbanjou elegância, simpatia e, claro, aquele requinte natural que só a nobreza preserva, foi o príncipe Dom Alberto Orléans e Bragança e Wittelsbach ( sem chapéu na foto). No balneário coalhado de gente chique para o “Festival Musica em Trancoso”, o grupo reunido pela chef Kitty Assis, no exclusivo condomínio Outeiro das Brisas fez a diferença. Foi onde estava o príncipe Dom Alberto.

Kitty Assis é catarinense, aprendeu alta gastronomia no curso completo da “Cordon Bleu” em Paris, e faz eventos chamados de “Kitty Para Viagem”. Além das sutilezas, os convidados fazem a diferença. No almoço do Outeiro das Brisas, o príncipe estava com a mulher dele, a top arquiteta e paisagista Maritza Ribas Bokel de Orleans e Bragança, e entre os participantes também Luis Nabuco, a condessa Fátima Scarpa, Mara Silveira Mello de Andrade Coutinho, poderosa empresária do agro negócio, Helena Fernandes e João Afonso de Assis.

O príncipe Dom Alberto Orléans e Bragança e Wittelsbach é descendente da princesa Isabel de Bragança e do conde d’Eu, da princesa Maira Pia da Graça de Bourbon Duas Sicilias, e de Dom Luiz III, o ultimo rei da Baviera. Ele renunciou aos direitos do extinto trono imperial brasileiro, continua sendo príncipe de Orléans e Bragança, mas não mais príncipe do Brasil. Atualmente faz sucesso internacional como advogado e tem entre os clientes o magnata mexicano Carlos Slim Helu, dono de uma fortuna de quase R$ 190 bilhões.

Jantar na Graça para Ediene Lousado

O high society baiano esbanja elegância para comemorar o sucesso da jurista Ediene Lousado, a atual Procuradora Geral de Justiça do Estado que foi reconduzida ao cargo pelo governador Rui Costa, na semana passada. São mais dois anos de atividade. Ou seja, a noite foi de festa entre amigos para celebrar o momento especial. Destra vez  com a elegância do casal formado pela pedagoga e chef de cuisine Helena Bastos Fialho e o marido, o mega empresário Eduardo Brim Fialho.

O casal mora numa cobertura do aristocrático bairro Graça e quando recebe os amigos fica difícil saber se elogia o ambiente, ou o cardápio cheio de sutilezas preparado por Helena Fialho. No jantar estavam o governador da Bahia com a mulher, a primeira dama do estado Aline Almeida Peixoto Costa, a empresária de alta moda Lila Moraes Kunz com o marido, o cônsul da Suíça Daniel Kunz, a jurista Socorro Santiago, o casal Fabiana Almeida Oliveira Pelegrino e o marido Nelson Pelegrino, Adelina Carvalho, Márcia Câncio e uma turma enorme, mas criteriosamente selecionada.


Lições de sucesso sem a ditadura do crachá e relógio de ponto

Claudia Giudice participa do calendário para o “Mês da Mulher”, na “Federação do Comercio”, quarta feira, dia 14, e tem muita coisa interessante para contar. A palestra começa às 8h da madrugada, mas vale a pena acordar. Ela reinventou a relação do show business baiano, e da própria economia local, com a mídia de celebridades no Brasil quando lançou em Salvador a edição “Caras Bahia”. Pediram o convite para a festa de joelhos.

Continuou fazendo mudanças e colocou até os fracassos do axé music em páginas coloridas e cheias de charme de outras revistas. Mas agora tem outras histórias para contar desde que deixou de dirigir o segmento de celebridades  da holding editorial “Grupo Abril”, se mudou para o balneário Arembepe, na riviera norte do estado, e principalmente escreveu o livro “Vida sem Crachá”. Mais liberação de estilo, impossível.


Festa carioca com o charme do herdeiro do varejo baiano

Quem voltou a agitar o high society do Rio de Janeiro foi o empresário Ricardo Feitosa Rique. Mora no Rio de Janeiro, mas a família ganhou lugar na história da economia de Salvador depois que o pai dele, Newton Rique, criou o primeiro shopping Center da capital e enlouqueceu o varejo baiano para sempre.  A festa de anteontem resgatou o calendário que Ricardo, empresária e deputado, parecia ter deixado de lado, sempre reunindo amigos animados.

Quem não faltou à festa foi a grande amiga do anfitrião, Narcisa Saldanha Tamborindeguy. Também o top estilista Heckel Verri, a advogada Ana Cecilia Chaves de Azevedo e a canadense Nina Stevens, herdeira da holding “Rollex”.


Calendário cultural e roteiro de mistério nos totens da história

Tem sutileza e referencias especiais no evento de abertura do calendário cultural do “Instituto Geográfico e Histórico da Bahia”. A quarta feira, 14 de março, é uma data icônica para a cultura baiana, pela comemoração do nascimento do poeta Castro Alves, que ocorreu há 171 anos. E o programa especial fica para a conferência “Aqui Jaz: epigrafia como elogio e distinção social” pelo professor Gilson Magno dos Santos, da UFBA detalhando o mistério daquelas inscrições antigas, quase sempre abreviadas e em letras maiúscula que se encontra nos monumentos históricos.

Mas a sutileza especial é a ilustração do convite, reproduzindo a escultura mais preciosa que existe em Salvador. Nada menos do que a “Estátua da Paz”, feita em mármore de Carrara, em Munique, pelo escultor João Halbig.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas