Pesquisa Focus indica necessidade de redução da taxa de juros

As projeções dos agentes do mercado financeiro apontam para uma combinação de inflação mais baixa com atividade econômica menos dinâmica do que se esperava


Tribuna da Bahia, Salvador
10/04/2018 07:52 | Atualizado há 10 dias, 9 horas e 35 minutos

   
Foto: Divulgação

As projeções contidas na pesquisa Focus divulgada ontem (9) pelo Banco Central reforçam não apenas a expectativa de redução da taxa de juros pelo comitê de política monetária (Copom). Mais do que isso, indica a necessidade de pelo menos mais um corte na taxa Selic, hoje em 6,5%. 

Confirmando tendência já verificada nas últimas semanas, as projeções dos agentes do mercado financeiro apontam para uma combinação de inflação mais baixa com atividade econômica menos dinâmica do que se esperava.

A expectativa de inflação para este ano caiu para 3,53%, quase um ponto percentual abaixo do centro da meta, que é de 4,5%. A projeção para o PIB caiu para 2,8%.

O desemprego está em 11,8% e cairá lentamente no ritmo de crescimento previsto para e economia.

Há capacidade ociosa na indústria, o que significa possibilidade de aumento da produção sem que isso gere pressão sobre os preços. Para completar, a espetacular safra agrícola garante estabilidade de preço dos alimentos.

Nesse cenário de inflação muito abaixo da meta, desemprego elevadíssimo e capacidade ociosa, é imperioso estimular a atividade econômica.

O único instrumento disponível no momento é reduzir a taxa de juros. Porque a opção por aumentar gastos públicos não existe, seria um desastre para um estado falido.

E os investimentos privados não vão reagir neste governo em contagem regressiva e sem poder para aprovar mais nada relevante no Congresso.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas