Valdemir Santana - Edição do dia 13/4

Gêmeas baianas levam moda chique do Rio para o sol de SP


Tribuna da Bahia, Salvador
13/04/2018 07:45 | Atualizado há 7 dias, 9 horas e 45 minutos

   
Foto: Reprodução

A combinação de estilo e ambiente parece um trocadilho louco, mas o que se viu ontem, em São Paulo, a cidade injustamente chamada de cinzenta, foi um sol escaldante que brilhou desde a quarta feira. E serviu de base para as tops baianas Suzane Massena e Suzana Massena (foto) mostrarem numa produção o esplendor colorido da “Farm”, marca do Rio, de conceito carioca até a alma. 

A “Farm” que lança a coleção alto inverno com o mantra “Siga o Sol”, é moda cara, e podre de chique, mas sabe onde pisa. A estilista Katia Barros criou as primeiras peças numa feira de moda tipo acampamento hippie. Quero dizer, foi numa praia do Rio onde as propostas em geral não passam de duas peças e as saídas que as baianas chamam de canga. Katia preferiu investir no espírito do sol.

O que a estilista fez depois da praia deu tão certo que encantou Nova Iorque. Foi na capital do mundo que a “Farm” brasileira saiu premiada pelo “Global Fashion Award” uma avaliação feita pelo influente portal “WGSN” considerado o maior site do mundo em pesquisas de comportamento e consumo.

Gisele Rocha desafia o movimento com o fusion dance globalizado  

Bailarina moderna formada em dança contemporânea pela universidade baiana, Gisela Rocha está de volta a Salvador, onde nasceu, com uma proposta instigante de coreografias. Ela mostra o seu desafiante "Movement for life”, no centro de arte “Cronopios”, da Rua Direita de Santo Antonio, quinta feira, dia 19. Entre os estudos técnicos na Bahia e as experiências internacionais, são mais de três décadas. E o mundo gostou, afinal o roteiro foi enorme.

Gisela Rocha passou por países como a Suíça, onde mora, a Espanha, da rebelde Barcelona, na França que profissionalizou a dança desde os tempos de Catarina de Medicis, e até boa parte de países do Oriente. As coreografias formam um combo dance que não se baseia em idade ou repertório de estilos conhecidos. Parte da experiência foi desenvolvida também entre comunidades indígenas do Brasil

Bolsa de estudos com a grife dos ingleses

A Inglaterra costuma oferecer bolsas de estudos de sonhos para estudantes brasileiros, mas fica atenta ao que acontece entre seus pupilos. Foi exatamente por este motivo, o interesse em dialogar sobre o “Chevening” que chegou a Salvador na ultima semana o diplomata o Charles Harcourt James Davies, que é conselheiro político da Embaixada do Reino Unido em Brasília.

Acompanhado de Eduardo Mark, diretor para o Brasil do programa de bolsas de estudos. O diplomata Charles Davies almoço com ex-aluno no restaurante “Amado’, da Cidade Baixa. Entre os participantes o professor Paulo de Tarso Nascimento, Publisher da agencia de clipping “Tarso Marketing. Além dos comentários técnicos, uma surpresa intrigou e agradou o diplomata que foi saber sobre antepassados dele que moraram na Bahia no inicio do século Xix

Marepe em Manhattan entre  os gênios da arte

A temporada de exposições que agitam a cena artsy do eixo São Paulo e Nova York promete novidades com artista baiano, ainda este mês. Depois da badalação do “MoMa” nova-iorquino, incluindo um quadro que pertence a acervo baiano na exposição sobre Tarsila do Amaral, e do agito da feira internacional “SP Arte”, que começou anteontem no Brasil, chega a vez do instigante baiano Marepe brilhar novamente na cena internacional.

Desta vez o artista que nasceu no Recôncavo baiano, e se chama oficialmente Marcos Reis Peixoto, está numa seleção de gênios da arte contemporânea universal no “Hauser & Wirth”, de Nova York, a partir do dia 26. Não é pouca coisa, uma peça assinada por Marepe integra a mostra “A Luta Continua” da “The Sylvio Perlstein Collection”. Ao lado do trabalho baiano peças assinadas por gênios como André Breton,  Alexander Calder, Marcel Duchamp, Max Ernst, René Magritte, e até o instigante Andy Warhol.

Caetano volta ao Barbican e leva os filhos  

Difícil de controlar sem consultar a lista, mas vale a admiração pela enorme agenda de espetáculos que os baianos, liderados por Caetano Veloso ou Gilberto Gil, juntos ou separados, fazem pelo mundo a fora. A ultima confirmação feita ontem, é a apresentação do show “Ofertório” no "Barbican Center" de Londres. Acontece dia dez de julho e vale lembrar é o show em que Caetano Veloso canta com os filhos Moreno Gadelha Veloso, Tom Lavigne Veloso e Zeca Lavine Veloso. Já houve apresentação em Salvador este ano.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas