Contrato do Centro de Convenções será assinado ainda neste mês

O equipamento deverá ser construído até maio de 2019, conforme prazo estipulado de 12 meses


Tribuna da Bahia, Salvador
14/04/2018 15:21 | Atualizado há 6 dias, 2 horas e 10 minutos

   
Foto: Divulgação

Por Lício Ferreira

O contrato para construção do novo Centro de Convenções de Salvador (CCS) poderá ser assinado, ainda neste mês de abril, conforme anunciou nesta sexta-feira 13, o secretário de Cultura e Turismo, Claudio Tinoco. O equipamento deverá ser construído até maio de 2019, conforme prazo estipulado de 12 meses.

Segundo Tinoco, o julgamento das nove propostas apresentadas por sete consórcios e duas empresas, já houve. “O resultado acabou de ser divulgado, agora, pela Comissão de Licitação. No próximo dia 24 será definida a empresa ou o consórcio habilitado para realizar as obras. Não havendo atrasos processuais, a assinatura de contrato será feita de imediato". 

O secretário disse ainda que vencerá a empresa que oferecer o menor preço, dentro das condições colocadas pela Prefeitura. Caso haja igualdade de condições ou empate de propostas, a definição da ganhadora será realizada através de sorteio. “O preço estimado da obra é de R$126 milhões. Mas, a oferta anunciada ficou em 77% deste valor. Algo em torno de R$97 milhões”, declara.

Cláudio Tinoco destaca que o edital cumpre o desafio de transformar o projeto básico em um documento com todas as especificações necessárias. “A nossa expectativa é que o Centro de Convenções seja inaugurado ainda no primeiro semestre de 2019”.

Equipamento

O novo Centro de Convenções de Salvador, de responsabilidade da prefeitura, vai ocupar uma área total de mais de 100 mil m2  e será erguido no local em que funcionava o antigo Aeroclube, na orla da Boca do Rio. 

O local contemplará  dois espaços para shows com capacidade para 20 mil pessoas cada, sendo um na parte interna do equipamento e outro na área externa. O equipamento terá capacidade para receber 14 mil pessoas em congressos e convenções e a área total construída será de 78 mil m2.

O novo equipamento contará ainda com oito auditórios de mil m2 , 16 salões de 400 m2 e 30 salas de reuniões. Já o estacionamento terá capacidade para mais de mil veículos.

Inicialmente, uma empresa será contratada para administrar o Centro pelo período de 35 anos. O tempo será definido após o estudo de viabilidade.

“Com a contratação da empresa neste primeiro semestre, a empresa poderá ter de 8 a 9 meses para acompanhar a construção da obra e poder entrar logo com seus instrumentos necessários, de forma que a adequação seja mais suave, mais rápido e mais efetiva”, finaliza Tinoco.


Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas