Gripe H1N1 já matou quatro; vacinação começa dia 23

Quatro pessoas já morreram da gripe na Bahia. Três em Salvador e uma em Lauro de Freitas


Tribuna da Bahia, Salvador
17/04/2018 12:12 | Atualizado há 5 dias, 11 horas e 55 minutos

   
Foto: Reprodução

Por Rayllanna Lima

Pelo menos quatro pessoas já foram vítimas fatais da gripe H1N1 na Bahia. Três foram na capital baiana e um em Lauro de Freitas. No total, de Secretária de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), até o último 7 de abril a Bahia registrou 215 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), sendo 43 confirmados para Influenza pelo tipo H1N1. 

Para combater o vírus, a Campanha Nacional de Vacinação começa dia 23 deste mês e segue até 1º de junho. O dia D da mobilização nacional será dia 12 de maio.  Essa será a 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que tem por objetivo reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções trazidas pelo vírus da influenza. 

A meta é de vacinar 90% do público alvo, formado por 3,6 milhões de pessoas dos grupos prioritários: indivíduos com 60 anos ou mais; crianças de seis meses a menores de cinco anos; gestantes e puérperas (até 45 anos dias após o parto); trabalhadores da saúde; professores; povos indígenas; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional. 

No ano passado, dos 27 estados, apenas dez alcançaram a meta pactuada de vacinar 90% da população alvo. Na Bahia, foram vacinadas 2,6 milhões de pessoas, o que representou 84,60% da cobertura vacinal, considerando a estimativa populacional de 3 milhões de pessoas. Dos 417 municípios, apenas 172 alcançaram a meta de vacinar 90%. 

Conforme divulgou o Núcleo Regional de Saúde de Feira de Santana, um bebê de 1 ano e três meses morreu em decorrência da gripe H1N1, na última terça-feira (10), na ‘Princesa do Sertão’. Outros dois casos da doença já foram confirmados pelo Núcleo Regional de Saúde. Apesar do município já ter confirmado a morte pela doença, a Secretaria de Estado da Saúde da Bahia (Sesab) ainda investiga as causas.

O H1N1 é um vírus que pode causar gripe. Crianças, idosos, gestantes e pessoas com doenças crônicas ou imunodeficiências são mais vulneráveis. Após os sintomas, o tratamento deve iniciar em 48 horas, com orientação médica. Além da vacinação, é importante lavar as mãos e evitar locais com aglomeração de pessoas.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas