Valdemir Santana - Edição do dia 9/6

Aliança com árabes e africanos faz Bahia enfrentar a rota da seda


Tribuna da Bahia, Salvador
09/06/2018 09:13 | Atualizado há 15 dias, 15 horas e 35 minutos

   
Foto: Reprodução

Se depender das rodadas de negócios que acontecem em Salvador nos dias 19 e 20, a economia baiana não fica distante da reviravolta econômica que o mundo promete para os próximos tempos. É a fabulosa visita de embaixadores de nada menos que 47 países árabes e africanos a Salvador, no evento denominado “Encontro de Negócios entre a Bahia, países Árabes e Africanos”. Começa às 8h da manhã, na sede do “Senai Cimatec”. 

O anfitrião do encontro é o magnata Ricardo Alban (foto) empresário que preside pela segunda vez a “Federação das Indústrias do Estado da Bahia”, a “Fieb”. Na agenda que não foi divulgada ainda oficialmente, estão encontros com o governador do estado, Rui Costa, e o prefeito de Salvador, Antonio Carlos Magalhães Neto. Mesmo sem o detalhamento das rodadas de negociações, a visita das representações estrangeiras chama a atenção como um possível posicionamento da economia baiana frente aos novos rumos da economia internacional.

Ou seja, chama a atenção a aproximação com representantes de países africanos e árabes porque as nações das duas regiões estão em destaque no noticiário econômico internacional desde que começou a ser definido a chamada “Nova Rota da Seda” que o governo chinês enfatizou no final do ano passado, para maior integração entre a Europa, Ásia e África. 

Zizi Possi canta com Boaventura antes de retornar a Salvador  

Paulistana de nascimento, e com família de origem napolitana, a cantora e atriz Zizi Possi preserva e valoriza também a convivência que experimentou em Salvador, onde passou a adolescência e iniciou a carreira artística. Ela chega a Salvador para apresentação dia 15, na próxima semana, mas antes disso tem agenda preciosa em São Paulo, onde mora, valorizando ainda mais a proximidade com a cultura baiana. É a convidada do cantor baiano Daniel Boaventura para o show do “Dia dos Namorados”, no “Tom Brasil” terça feira, 12 de junho.

Outro convidado para a apresentação é o também cantor Daniel Jobim. O destaque da parceria com Boaventura é grande. Além de cantar em shows convencionais, o artista é considerado um dos maiores nomes do teatro musical no país, e está em cartaz no “Teatro Alfa”, em São Paulo com a superprodução “Peter Pan, o musical” que é a versão brasileira do espetáculo da Broadway que conta a fábula do garoto que não queria crescer.

Ícone da musica baiana, Dadi Carvalho encanta como pintor

Cantor, compositor e instrumentista, o baixista carioca Dadi Carvalho sempre foi tão marcante para a cena musical de vanguarda da Bahia que virou personagem urbano e inspiração para o cantor Caetano Veloso compor a música “O leãozinho”. Poesia que não superou o talento do rapaz como integrante da banda do grupo “Novos Baianos” e principalmente da instigante e até hoje contemporânea banda “A Cor do Som”.

Antes de deixar Salvador, Dadi Carvalho brilhou na cena internacional ao gravar musica com ninguém menos que o super star britânico Mick Jagger. Distante da Bahia, fez parte da banda “Barão Vermelho” e teve atividades em São Paulo e Curitiba. Agora Dadi Carvalho surpreende e encanta o cenário artsy como pintor. Ele é apresentado hoje à noite, na festa de inauguração da galeria Cult “VerArte”, no bairro central de Santa Cecília, em São Paulo. A dona do espaço é a poderosa curadora de arte Vera Simões.

Alice Caymmi divulga o canto das travestis baianos

Alice Caymmi faz sucesso pelo talento irreverente, mas é sempre lembrada também como herdeira do DNA musical do avô, Dorival Caymmi, o super compositor baiano que morreu há dez anos como um dos maiores representantes da cultura brasileira. Irreverência é pouco para falar da artista que esta semana entra em estúdio para gravar música em parceria com a atriz Cleo Pires. Esta semana ela se lembrou da Bahia com um jeito provocador e colocou nas redes sociais um vídeo sobre show no “Âncora do Marujo” um dos inverninhos mais fervidos da região central de Salvador. 

O vídeo mostra a performance da cantora trans de voz superaguda Ooolympia. “Recebi este vídeo maravilhoso, diretamente da Bahia”, contou reproduzindo a musica do gênero spiritual.

Pintura naif migra do Pelourinho para a cena artsy paulista

Por falar em arte baiana que se destaca fora de Salvador, vale contar que o pintor Raimundo Santos Bida, da cidade de Nazaré, no Recôncavo, está entre os selecionados para a mostra “Brasil em Cores” a partir da terça, dia 12. A mostra que faz um resgate da arte popular brasileira do segmento arte naif, tem curadoria do colecionador e critico de arte Jacques Ardies, dono da “Galeria Jacques Ardies” de São Paulo, e considerado um dos nomes mais influentes do universo artsy do país.

Raimundo Bida fez sucesso em Salvador no produtivo cenário da arte naif, mas se mudou para São Paulo, tendo participado inclusive de outras mostras na mesma galeria. Os outros artistas incluídos na exposição são entre outros Ana Denise, Ana Maria Dias, Barbara Rochlitz, Constância Nery, Dirceu Carvalho, Dila, Edgar Calhado, Edivaldo, Edna de Araraquara, Ernani Pavaneli, Enzo Ferrara e Francisco Severino.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas