Trump e Kim Jong-um se encontram em Cingapura

A cúpula, marcada para amanhã, deve tratar sobre o possível desmantelamento do programa nuclear norte-coreano


Tribuna da Bahia, Salvador
11/06/2018 08:04 | Atualizado há 13 dias, 16 horas e 52 minutos

   
Foto: Nicholas Kamm/AFP; KCNA via KNS

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, chegou a Cingapura na manhã de ontem para o histórico encontro com o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un. A cúpula, marcada para amanhã, deve tratar sobre o possível desmantelamento do programa nuclear norte-coreano, que vem causando intensos embates políticos entre as nações. Trump voou a bordo de um Air Force One horas depois da chegada de Kim Jong-un, que pisou em Cingapura pouco antes das 15h, horário local (2h em Brasília).  O avião do presidente norte-americano pousou na base aérea de Paya Lebar, às 20h20 (9h20 em Brasília), depois de um longo voo que decolou da cidade canadense de La Malbaie, onde o republicano compareceu à cúpula do G7 neste fim de semana. Não está claro, até o momento, que tipo de decisão pode resultar amanhã. Pyongyang diz estar disposto a deixar de lado seu arsenal nuclear se os EUA derem garantias de segurança e outros benefícios. Muitos analistas consideram esta hipótese improvável, em virtude dos esforços feitos por Kim para construir seu programa. 

Outra possibilidade é que as duas lideranças discutam sobre um acordo para acabar com a Guerra da Coreia, em substituição ao armistício assinado em 1953. Apesar de os combates da guerra terem terminado naquele ano, tecnicamente o conflito continua porque ao invés de um tratado de paz, oficiais militares da Organização das Nações Unidas (ONU), Coreia do Norte e China, liderados pelos EUA, assinaram o armistício. Fonte: Associated Press. Do O Estado de S.Paulo

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas