Suplentes na chapa de Rui permanecem indefinidos

Rui Costa disse que anunciará até a próxima terça-feira (19) os nomes dos titulares da chapa


Tribuna da Bahia, Salvador
14/06/2018 08:08 | Atualizado há 10 dias, 16 horas e 38 minutos

   
Foto: Manu Dias

Por Rodrigo Daniel Silva

Se os titulares da chapa do governador Rui Costa (PT) estão praticamente definidos, os suplentes ao Senado permanecem indefinidos. Não há sequer pistas evidentes dos nomes que vão ficar com as duas vagas de “reservas” da Câmara Alta do Congresso. Provavelmente fora da composição, como principal, a senadora Lídice da Mata (PSB) tem sido convocada para ficar como a suplente do ex-governador Jaques Wagner (PT), que será postulante ao Senado. A socialista não tem descartado a hipótese, mas mostrou pouco interesse em ficar sujeita a Wagner. Já que, como suplente, só assumiria o posto se o petista pedisse licença para assumir algum cargo. Governistas querem convencer que um candidato do grupo político ganhará a Presidência e o ex-governador vai virar ministro. Especula-se, no entanto, que, se Lídice não topar, o deputado federal Bebeto Galvão (PSB) pode ser persuadido a ficar com a suplência. Dessa maneira, a senadora seria postulante à Câmara dos Deputados e não teria que dividir votos com o correligionário. 

O certo até que três partidos da base pleiteiam espaço na majoritária: o PR, o PP, e o PCdoB. Sem força para indicar um nome para titularidade, os comunistas querem sugerir um suplente. Três nomes são cotados. Os deputados federais Davidson Magalhães, Daniel Almeida e Alice Portugal. Um encontro, que deve ocorrer ainda nesta semana, deve definir a participação da sigla e o provável nome. Já o PP, que vai indicar o vice-governador João Leão para a composição, também reivindica mais uma vaga na chapa. O deputado federal Cacá Leão – filho do número 2 do Palácio de Ondina – sugeriu que o nome do colega na Câmara, Ronaldo Carletto. O aliado, porém, rejeitou. “Não [tenho este desejo de ser suplente]. Sou candidato a deputado federal com ajuda dos amigos”, afirmou.

O PR, que é comandado pelo deputado federal José Carlos Araújo, quer também um espaçozinho na chapa. O partido chegou a flertar com o grupo do prefeito de ACM Neto (DEM), que teria prometido uma vaga na majoritária. No entanto, os líderes da sigla acabaram recuando e permaneceram ao lado de Rui Costa. A expectativa é que o governador anuncie, até a próxima terça-feira (19), os nomes dos titulares, que devem ser: ele, o vice João Leão, o ex-governador Jaques Wagner e o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), Angelo Coronel, como candidato ao Senado.

Compartilhe       

 





 

Notícias Relacionadas